Eu não aguento mais ver a imagem de Claudia sendo arrastada diversas vezes no noticiário.
Os policiais que cometeram a atrocidade serão soltos e todos que nos cercam tem armas. Hoje sou alvo de bandido e de polícia, como se a vida não fosse já complicada o bastante.
Mas ao pensar em Claudia da Silva Ferreira, saindo de casa cedo para comprar o pão, tal como faço no meu bairro, me pergunto.
E agora? Quem vai comprar o pão, se a provedora da família foi alvejada no caminho da padaria?

claudia ferreira da silva